Lançamento do Livro “Em Voz Baixa”

image001Dia 05 de julho as 18:30.

Local Livraria Sebinho – 406 bolo “C”.

Autora: Maria Lúcia Verdi.

Editora: Iluminuras.

Entrada Franca!

Novo livro de Maria Lúcia Verdi, reúne poemas, crônicas e micro relatos

Brasília (DF) – Maria Lúcia Verdi, natural de Porto Alegre e radicada em Brasília, lança seu sétimo livro, “em voz baixa”, pela Editora Iluminuras, na livraria Sebinho, no dia 5 de julho. Mestre em Literatura Brasileira, seus textos – seja os poemas que os micro relatos ou as crônicas presentes no livro – dialogam com o cinema, a pintura e a filosofia. A escritora, que trabalhou como oficial de chancelaria no Itamaraty, viveu em Roma, onde dirigiu o Centro de Estudos Brasileiros; em Pequim, como chefe do Setor Cultural da Embaixada Brasileira; e em Buenos Aires, como encarregada do setor de divulgação.

As vivências no exterior influenciaram sua produção, tendo seu “Este fruto outro” sido publicado pela editora italiana Illa Palma e “Coito com o real”, pela editora argentina Leviatã. Foram lançados como edições da autora o primeiro livro, “Personagem possível”, saudado pelo poeta Cacaso, e “O caractere do sono – entre Oriente e Ocidente”, seu “livro chinês”. A editora Bric-à Brac publicou “Falas”, em 1986. Escreveram sobre Maria Lúcia Verdi Severino Francisco, Francisco Alvim, Ettore Finanzzi-Agrò, Oswaldino Marques, Rosalba Campra e, agora, Vilma Areas.

“em voz baixa” é, como diz Vilma Areas no posfácio do livro, a reafirmação de um “caminho traçado pelos livros anteriores, tornando mais nítida a linha sinuosa entre movimento e contemplação, criação e desejo de crítica, escrita e apelo de silêncio, que se impõe com clareza no impulso imperativo da reescrita.”

Maria Lúcia desenvolve há seis anos, em Brasília, o projeto POESIA DO MUNDO que apresenta a poesia estrangeira em língua original e em traduções. Colabora, como articulista, com o jornal digital brasiliarios.com. Sua dissertação de mestrado, sobre Samuel Rawet, foi escrita no viés da confluência da literatura com a psicanálise; em Roma, estudou Lacan com o grupo de estudos Cosa Freudiana.

Confira no link abaixo a matéria feita pelo Correio Brasiliense sobre o lançamento.
encurtador.com.br/avBJW